Notificações
Limpar tudo

Forum de Concursos GRATUITO, milhares de livros em PDF, é só clicar e baixar.

Crie sua conta GRATUITAMENTE, clique nos links para se REGISTRAR ou fazer LOGIN 

Você também pode adicionar seus materiais, contribua na maior comunidade de concurseiros.

O Forum está organizado por disciplinas e assuntos, para ver a lista completa  CLIQUE AQUI

 

O Rateio Ninja possui cursos para concursos de diversas editoras (Estrategia, Gran, Aprova, Alfacon, Casa, Focus, Direção, Exponencial, LFG, Damasio, CEISC, Enfase, e muito mais).

Com o Rateio Ninja você consegue adquirir o curso com um SUPER DESCONTO, para saber mais  CLIQUE AQUI

 

[Fechado] Duvidas Frequentes

 

Ingressou: 3 anos atrás
Posts: 920
Tópico  

Forum Turbo

Somos o maior e melhor Forum voltado para Concurso Público.

"Livro no Brasil é caro, elitista e excludente", diz criador da Flup.

O livro no Brasil é caro, o livro no Brasil é elitista, o livro no Brasil é excludente, o livro do Brasil não é acessível, mais do que isso: o livro é quase que um símbolo de diferenciação cultural.

O Brasil não tem uma política de bibliotecas, as bibliotecas no Brasil são as bibliotecas das escolas. E para muitas pessoas a leitura não faz parte do seu dia a dia, porque há cidades em que não há biblioteca, nem livraria, as pessoas terminam seus estudos e deixam de ter contato com os livros na sua rotina.

Vivemos num país extremamente desigual, e o fórum foi criado para reduzir a desigualdade, para aproximar as pessoas, para ser um local de compartilhamento de ideias, opiniões e materiais.

O Forum incentiva a venda de livros, isto mesmo, as pessoas que possuem recursos para comprar o livro, pode ter contato com o livro que goste aqui no Forum, e depois comprar o livro físico para poder escrever nele, fazer anotações, e etc....

Já a pessoa que não possui recursos, ela dificilmente iria poder comprar um livro, então o Forum não está impactando a indústria do livro, pois este recurso nunca entraria no caixa.

Além disso, exercemos a funções de incentivar a leitura e reduzir a desigualdade social, pois uma pessoa que não possui recursos, pode se preparar com os materiais dispostos aqui para ascender socialmente, seja num concurso publico, na universidade, ou na carreira profissional. E ainda no futuro ter recursos para comprar os livros.

 

"NÃO LUTAMOS APENAS PARA DISPOR MATERIAIS GRATUITOS, MAS POR LIBERDADE EM PODER ESTUDAR E AJUDAR!" 

Este sonho iniciou-se em 2017 com um pequeno grupo de concurseiros (Dalton, Mariana e Vale), que precisavam de um espaço para organizar seus materiais de estudos, e as atividades foram crescendo com a ajuda de novos integrantes.

Hoje muitas pessoas já alcançaram a aprovação, e mesmo assim continuam postando para deixar organizado seus materiais e também ajudar os outros concurseiros.

Aqui é uma grande biblioteca dos concurseiros, e tudo é GRATUITO, não existe venda, pois nossa intenção é realmente ajudar você.

Isto sim, é um forum administrados por concurseiros, como eu e você.

É isto mesmo, tudo 100% GRÁTIS, e o melhor, não existem pegadinhas, vírus ou propagandas chatas.

 

COMO SE CADASTRAR E SE JUNTAR AO FORUM

O link de cadastro encontra-se no menu "Registrar" 

Você pode utilizar dados fictícios na conta.

 

ALTERAR DADOS DA CONTA

Caso a conta já tenha sido criada, e queira mudar o apelido ou email cadastrado.

É possível editar no menu "MEU PERFIL -> CONTA".

 

EXCLUSÃO DA SUA CONTA

Caso você queira excluir sua conta criada no Forum, clique aqui

 

CONTRIBUA COM O SITE, ENVIANDO MATERIAIS:

Se você tem material de concurso, contribua com a comunidade!

Para postar materiais, basta escolher a disciplina ou concurso dentro do Forum, e subir o material (fazer upload).

Você pode enviar materiais em qualquer formato (pdf, vídeos, etc...)

 

CADASTRO SIMPLIFICADO

NÃO é possível ter a identificação de quem postou o material, nós garantimos o sigilo e privacidade dos usuários.

Com o cadastro simplificado, é pedido um email qualquer e um apelido, e crie uma senha para acessar o site.

Sugerimos que insira DADOS FICTÍCIOS.

Somente isto, e nenhum outro dado é exigido ou coletado.

Se você tiver bons materiais, poste no forum e ajude este grupo a crescer.

 

MENSAGENS PRIVADAS

Caso deseje enviar Mensagem Privada (MP) a alguém, para que nenhum outro usuário veja.

Digite o apelido do usuário desejado, NÃO aparece nenhuma outra informação do usuário.

É possível enviar por meio do menu "MEU PERFIL -> MENSAGENS".

Caso deseje saber mais, clique aqui

 

MATERIAIS ORGANIZADOS POR DISCIPLINA E CONCURSO

Materiais separados por disciplinas e concursos.

 

BAIXE MATERIAIS SEM LIMITES

Você tem total liberdade aqui, NÃO há limitações para baixar os materiais do fórum.

 

SEGURANÇA E PRIVACIDADE

É mais seguro que grupos do WhatsApp ou GoogleDrive, pois no Forum NÃO fica exposto seu numero de telefone, nem email. 

O Forum se reserva no direito de negar qualquer pedido de exposição de dados dos usuários, pois o Forum NÃO coleta dados dos seus usuários.

 

QUANDO É GRATUITO, NÃO É ILEGAL

Inexiste no judiciário brasileiro condenação por compartilhamento gratuito de livros. O que existe – e são poucas – são decisões contra comércios e prestadores de serviços reprográficos (as xeroxs) dada sua natureza comercial.

Não existe estudo sério e independente que confirme que a cópia digital de livros  prejudique as vendas. Como aponta este estudo, são questionáveis os números e a metodologia destas pesquisas:

A FUNÇÃO SOCIAL DA PROPRIEDADE INTELECTUAL - Tese de doutorado (FDUSP, 2015)

Anais do IV Congresso de Direito de Autor e Interesse Público, UFSC: Fundação Boiteux, 2010, página 132:

(...) observa-se um exagero no protecionismo do direito autoral, mas não motivado pela ideia de defender os direitos fundamentais, conforme a Constituição, mas somente agradar o mercado e fugir das discussões acerca do tema.

 

E aos que acreditam que o compartilhamento é prejudicial aos autores, eu deixo como resposta um depoimento de Neil Gaiman, um grande autor e vendedor de livros, quando provocado a respeito do tema na entrevista que precedeu sua participação na Flip:

 

Em projetos similares, já foi visto autores e professores dizendo que suas obras se tornam mais conhecidas com a ajuda do compartilhamento; e que, com essa divulgação, vendem mais livros.

Há também depoimentos de estudantes que afirmam conhecer as obras pelo site e depois compram o exemplar físico.

O PDF não substitui o livro impresso.

 

MONOPÓLIO INTELECTUAL

Se acreditamos que o fundamental na carreira de um livro seja sua leitura pelo maior número possível de pessoas, a disponibilização online só pode ajudá-la. Temos o testemunho de autores como Paulo Coelho, que dizem que passaram a vender mais livros depois que tiveram suas obras disponibilizadas na internet. Há também o caso da editora Hedra, que, depois que deixou alguns de seus livros disponíveis integralmente no Google Books, passou a vender mais exemplares.

Para além de qualquer discussão comercial, o importante, porém, é perceber que o livre compartilhamento veio para ficar, porque ele é a realização de um ideal de busca do conhecimento e de comunhão cultural que sempre esteve na base dos grandes momentos de afirmação de nossa humanidade. Estamos diante de uma nova Renascença, de um novo Iluminismo – nada menos do que isso.

A coleção de leituras de um verdadeiro leitor não é nunca um jogo de soma zero: compras, cópias impressas, empréstimos e cópias digitais coexistem e se reforçam. Mas os patrimonialistas dos direitos autorais, cuja atuação não supõe a defesa dos autores, e sim a preservação de monopólios de intermediários, querem nos impor uma ordem de coisas dentro da qual fazer cópia de um livro é crime, xerocar um capítulo é crime, digitalizar um romance é crime. Se é assim, que fique claro: todos nós, leitores, somos criminosos. Não há um único que não seja.

A internet eleva ao máximo o potencial democrático da circulação do pensamento. E coloca, no centro do debate contemporâneo, o conflito entre uma visão formal-patrimonialista e outra material-comunitária da liberdade de expressão. Tal cisão, bem real, pareceria manifestar-se no conflito entre direitos autorais e direito de acesso. Estes não são, porém, necessariamente antagônicos, pois o prestígio moral e econômico de um autor ou de uma obra está, em última análise, ligado à sua visibilidade. São incontáveis os exemplos de escritores e editoras que não só se tornaram mais conhecidos, como tiveram um incremento na venda de suas obras depois que estas apareceram para download.

Assim, o verdadeiro conflito não é entre proprietários e piratas, mas entre monopolistas e difusionistas.

A concepção monopolista-formal dos direitos autorais está embasada na ideia de que aquilo que confere valor à obra é a sua raridade, o seu difícil acesso; já a difusionista-democrática se ampara na inseparabilidade de publicidade e valor. A internet favorece a segunda concepção, uma vez que a existência física do objeto cultural que sustentava a primeira vai sendo substituída por sua transformação em entidade puramente informacional. Desse modo, também se produz uma transformação da natureza das bibliotecas. As novas bibliotecas virtuais se baseiam no armazenamento e na disseminação tais como as antigas bibliotecas materiais, mas oferecem uma mudança decisiva porque a estocagem depende da distribuição e não o contrário: é a difusão que garante o armazenamento descentralizado dos arquivos.

O Fórum é uma biblioteca sem fins lucrativos e construída nesses moldes modernos e democráticos.

Os defensores da concepção patrimonialista dos direitos autorais costumam pintar cenários catastróficos em que a circulação irrestrita de obras gera esterilidade criativa. No entanto, ignoram, ou fingem ignorar, que os textos nascem sempre de outros textos e que o autor é, antes de tudo, um leitor. 

 

CASO MICROSOFT

A pirataria de software ao contrário do que pensa o senso comum pode ajudar a Microsoft.

Essa é uma das conclusões de um estudo polêmico de dois pesquisadores da Havard Business School, dos Estados Unidos.

O texto acadêmico (Dynamic Mixed Duopoly: A Model Motivated by Linux vs. Windows) foi escrito pelo professor assistente Ramon Casadesus-Masanell e pelo professor Pankaj Ghemawat e publicado em uma edição especial da revista Management Science.

Segundo os pesquisadores da Harvard Business School, é que a pirataria do Windows pode, na verdade, ajudar a Microsoft. Isso porque quanto mais pessoas usam o software, maior é o efeito rede, o que torna o Windows mais valioso e permite que a Microsoft cobre mais por ele.

 

TERMOS DE USO

Para mais informações, acesse os TERMOS DE USO, link no Menu.

 


SITES QUE AJUDAM OS CONCURSEIROS

Adquira no Rateio Ninja cursos de diversas editoras (descontos imperdíveis)

 

Descubra como estudar melhor gratuitamente:

Cursos completos GRÁTIS do Rateio Ninja

"Conhecimento é Poder!" Assine Brasil Paralelo: